O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

quarta-feira, junho 18, 2003

 

Ah! Eu não vos dizia?

Já falei sobre a cultura popupar e os "monstros dos edifícios". Pensava era que se ficava pelo povo, a bem dizer. Ora aqui vai um exemplo da indignação que a arquitectura tem o condão de gerar:

(...) Como estávamos junto ao estádio de Alvalade, o motorista aproveitou a deixa e avançou com a seguinte frase: "Aqui é que está o meu desgosto."

De início pensei que ele se referia à desastrosa temporada do Sporting, ao Bölöni, ao Jardel e à Karen, ao João Pinto, ao Sá Pinto e companhia e, do fundo do meu sportinguismo magoado, proclamei: "O meu também." Mas o meu interlocutor falava de outra coisa: do estádio, do novo estádio do Sporting. Para ele, era um horror; para mim também. O que criou uma conversa animada até ao fim da corrida. Ele dizia que era uma pena, que "nós" estávamos muito bem equipados, mas o gosto, sobretudo comparado com o Estádio do Benfica, era pavoroso. Pois é. Torna-se difícil passarmos por aquela zona sem nos sentirmos agredidos por aquela monstruosidade verde. É o nosso desgosto. Alguém andou a brincar com o gosto popularucho. Alguém desrespeitou o "nosso" verde. (...)


Ah, já agora, isto é um excerto do Fio do Horizonte de hoje, que como sabem, é a crónica do EPC do público.
Ai Eduardo. Então o estádio é uma "monstruosidade verde"? Eu sou um benfiquista doente, mas fico muito triste ao ouvir um Sportinguista desiludido com o seu estádio, ainda para mais quando o compara com o do Benfica. Acontece que a obra que indigna o "gosto popularucho" é do arq. Tomás Taveira. Não o estádio mas as cadeiras às cores e os azulejos ás cores. É disso que falamos. Acontece que as cadeiras coloridas têm, por incrível que pareça, uma justificação prática: quando virmos um jogo pela televisão mesmo que o estádio estaja com meia casa parecer-nos-á que está cheio (acho que esta decisão tem a ver com a época que o Sporting acaba de fazer...). Quanto aos azulejos repito uma frase que ouvi em tempos, dita por um dos maiores (senão o maior) arquitectos portugueses vivos: "Neste pais se um gajo não faz uma coisa toda branca e direitinha está logo a televisão no dia a seguir a fazer reportagem."
Que haja lugar para a diferença.
Só assim amadureceremos culturalmente.
P.S.: Eu gosto do estádio do Sporting. Por duas razões: porque sou do Benfica e porque o estádio indigna os associados do Sporting. E porque é um bonito estádio.
P.S.2.: A revista Arquitectura e Vida prometeu para o mês de Junho um suplemento especial só dedicada aos estádios. Acho que ainda não chegou às bancas. Para todos os que se interessam nos estádios acho que vai valer a pena comprar. LAC
Comentários: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]