O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

sexta-feira, junho 20, 2003

 

as maravilhas da alma que requerem ser expressas


É do domínio do inacreditável que se situa
a maravilha do surgimento da coluna.
Do muro, emergiu a coluna.
O muro fez bem ao homem.
Com a sua matéria e a sua força,
ele o protegeu contra a destruição.
Mas, logo, o desejo de olhar lá fora
levou o homem a abrir ali um buraco,
e o muro ferido então clamou:
"O que você está fazendo comigo?
Eu o protegi, eu lhe dei segurança,
e agora você abre um buraco em mim?"
O homem respondeu:
"Mas eu olharei lá fora!
Eu vejo coisas lindas lá fora,
e quero olhar!"
O muro, porém, ainda se sentia muito triste.
Mais tarde, não contente com o buraco,
o homem abriu ostensivamente o muro,
com o cuidado, porém, de revestir o vão com filetes de pedra,
colocando, ainda, um lintel sobre ele.
E logo o muro sentiu-se muito bem.

A ordem de construir muros revelou
uma ordem de construir muros com aberturas.
Assim surgiu a coluna,
como uma ordem maquinal
de construir aquilo que se abre.
Um ritmo de aberturas foi determinado pelo próprio muro,
que então deixou de ser um muro,
e passou a ser uma sequência de colunas e vãos.
Essas realizações não são encontradas na natureza.
Elas surgem da misteriosa faculdade
que o homem tem de expressar as maravilhas da alma
que requerem ser expressas.


Luz Branca, Sombra Negra Louis Kahn (trad. brasileira)
Comentários: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]