O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

segunda-feira, junho 23, 2003

 

A Europa, Portugal e o Património Cultural

A constituição europeia é mais um passo para o esfumar das fronteiras nacionais. Tudo começou com um tratado que tinha nome de jogador de futebol (ah, saudoso Sousa Cintra). Entretanto, com o evoluir da coisa, já temos moeda única. Em breve iremos ter uma constituição, um exército, um presidente. Com o seu tempo chegará também o Hino Europeu (que será cantado numa mescla de inglês, francês e alemão).
O que será de Portugal? Estaremos destinados a ser um gigantesco campo de golf? Tornar-se-ão as nossas cidades em parques temáticos? Seremos reduzidos às manifestações regionais, de artesanato, "very typical"?
O que é uma cidade "parque temático"?
Com o crescer de uma atitude iminentemente económica de preservar tudo o que é típico a todo o custo, as cidades, ou os seus centros históricos, correm o risco de se cristalizar. A população abandona a habitação para dar lugar a lojas de "recuerdos". Tudo é pensado em função do turista. Em vez de se assistir ao pulsar natural de uma cidade, as ruas transformam-se em cenários conservados de uma realidade histórica. Impede-se o desenvolvimento natural da cidade, congelando um cenário que é vital para manter os níveis de turismo lá em cima.
Nunca a consciência histórica foi tão presente como hoje. Tudo é valorizado. Tudo tem de ser catalogado. Vivemos num período que procura cada vez mais no passado soluções para o futuro. A historiografia tornou-se numa ciência preponderante.
Um País como Portugal corre um sério risco: o complexo da identidade nacional.
Com o avançar cavalgante desta "redução ao mínimo divisor comum" que vemos na Europa, Portugal sente a sua identidade ameaçada (soube no outro dia que até o ouro já foi alvo deste fenómeno, agora os 24 quilates do ouro nacional transformaram-se em 22, é mais europeu...). Como poderá este pequeno País resistir? Como poderá manter ainda a sua identidade cultural? Qual irá ser a diferença entre nós e Espanha? A língua? (já saíu a directiva que obriga os sinais de trânsito a ostentar comunitariamente a tradução para inglês e francês?)
É neste cenário que o perigo espreita. Confiantes de que a nossa história é um valor importantíssimo para a Europa, vamos lá preservar a todo o custo estes oito séculos? Lisboa terá de se cristalizar, de modo a que daqui a cem anos a memória Portuguesa ainda perdure.
Se vamos relegar todas as manifestações arquitectónicas contemporâneas para guetos como a Expo, é meio caminho andado para a tranformação de Lisboa (e Porto) em parques temáticos. E isso já se vê. Porquê esta febre colectiva de se considerar que a melhor localização do casino seria na Expo? Chegámos ao ponto de considerar (como o fez José Sá Fernandes) que o Jardim do Tabaco é uma zona histórica!
Para a Cidade parar é definitivamente morrer.
Vou apenas dar um exemplo. França é, a par da Itália, o país europeu que mais estudos faz sobre a sua história. É normal. São os países com os maiores legados arquitectónicos. Como todas as cidades Paris tem um série de ex-libris que contribuem para o seu orgulho. O Louvre é um deles. Pois bem, neste edifício carregado de história e significado nacional, foi construída uma pirâmide de vidro com uma linguagem contemporânea. A pirâmide (arq. Ieoh Ming Pei) é hoje mais um desses símbolos. Tornou-se património. A cidade ganhou. O País ganhou.
Confundimos muitas vezes a noção de Património com a História. Cada época tem o dever de fazer património. Que património irá deixar o séc. XXI português para as gerações futuras? LAC


Comentários: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]