O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

segunda-feira, junho 30, 2003

 

NY #2

Daniel Libeskind é judeu. É também um dos maiores símbolos da arquitectura contemporânea. Polémico e visionário, batalhou muito até ver o seu trabalho começar a ser construído. Nascido em 1946 só em 1989 (já com 43 anos) consegui construir alguma coisa. Essa coisa abriu ao público em 2001. É o Museu Judeu de Berlim. O concurso pedia a ampliação de um edifício existente de modo a constituir-se como museu de memória ao holocausto. Ali seria exposta todo o tipo de arte relacionada com o tema, que pudesse transmitir ao visitante todo horror sofrido. O edifício desenhado pelo arquitecto é violento. Antes de qualquer exposição ter sido montada, o museu recebeu cerca de 400 mil visitantes. Sem nada para expor excepto o edifício. É obra. Diz quem já lá esteve (infelizmente não tive essa oportunidade) que o simples percorrer do museu é um murro no estômago. Sem dúvida não é um lugar agradável para se estar.
É este homem controverso e brilhante que vai construir o ground zero. A sua proposta é densa e carregada de significado. É bom ver que uma obra tão emblematica é atribuída a um arquitecto pouco consensual. Numa época em que impera o politicamente correcto também na arquitectura, Libeskind é um pedra no charco.
Daniel Libeskind é judeu. Qualquer mente perversa facilmente atribui a sua vitória no concurso a esse facto. Qualquer projecto de arquitectura tem muito a ver com o mundo interior do arquitecto. Conheço um arquitecto que por exemplo diz que seria incapaz de projectar uma prisão, pois isso significaria que teria de andar uns meses obcecado com os melhores mecanismos para prender alguém. Como isso está completamente fora do seu mundo é incapaz. Nunca conseguiria desenhar uma boa prisão. Como judeu Libeskind percebe bem o que é ser-se atacado de uma forma tão violenta. E mais importante, percebe como ninguém a dimensão global desse ataque. Quando se fere um povo as questões tornam-se delicadas. E o WTC representava muito mais do que o seu país.
Fica aqui a transcrição do primeiro parágrafo do texto do estudo do projecto. Poderia ter sido escrito por qualquer um de nós.

"I arrived by ship to New York as a teenager, an immigrant, and like millions of others before me, my first sight was the Statue of Liberty and the amazing skyline of Manhattan. I have never forgotten that sight or what it stands for. This is what this project is all about."
LAC
Comentários: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]