O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

segunda-feira, novembro 03, 2003

 

Senhora deputada arquitecta bastonária Helena Roseta

No sábado a Sic Notícias convidou o vereador Pedro Pinto e Helena Roseta para uma discussão sobre o Parque Mayer. Em sub-título lia-se «PS questiona processo Parque Mayer» (ou parecido). Ao que parece a deputada socialista entregou na Assembleia um requerimento (ou seja lá o que fôr) pedindo explicações sobre a atribuição directa do projecto a Gehry. Questiona a não existência de concurso público. Agora.
O problema não está nos objectivos de Helena Roseta, bastante nobres, de defesa da lei. O problema, e não é de agora, está na confusão que se gera quando Helena Roseta fala para a opinião pública. Repare-se: a Bastonária da Ordem dos Arquitectos faz uma intervenção sobre um assunto do âmbito da arquitectura na condição de deputada. Ela bem o frisou «não estou aqui em nome da Ordem (...) a Ordem não é para aqui chamada (...) estou aqui em nome individual, não do PS.» Como é isto possível? Aliás a confusão começa na sua cabeça. Depois de clarificar (?) a sua posição deixa escapar um «como arquitecta não aceito que Gehry seja o único arquitecto capaz (...)» Este episódio foi tão pouco claro que a Clara de Sousa chegou a apelidar Helena Roseta de engenheira...
Foi uma intervenção triste. Preocupa-me que como Bastonária não tenha nada a dizer sobre o processo, mas como deputada da oposição já a mostarda lhe suba ao nariz. A situação é muito clara: a nossa Bastonária está mais interessada em fazer política do que em defender os interesses da classe, de representar os arquitectos, de defender Lisboa.
Impõe-se questionar se Helena Roseta não está a usar a Ordem para projecção individual, sob o pretexto de ser benéfico possuir um lugar na Assembleia para a Bastonária, estando assim garantida uma melhor defesa dos interesses da OA.
A arquitectura deve ser apolitizada.
Não me venham com tretas jurídicas. É uma questão de princípio. LAC

Comentários: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]