O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

quarta-feira, maio 12, 2004

 

numa autoestrada à noite

Todas as luzes se vêem. As mais brilhantes, as mais tímidas, as periféricas, as ostensivas, as fugidias. Tudo fica para trás, excepto exactamente o que não se quer que fique para trás. Isso acompanha-nos, fintando a suposta solidão numa autoestrada igual às outras. Rasga o território, sempre a direito, sem pedir licença. E nós com ela. Prego a fundo no silêncio, com a janela ligeiramente aberta que deixa entrar cheiros indistintos, acompanhados por uma sensação de frio agradável. Ali, naquele momento, ao volante, desaparecemos. Qual electrão tornamo-nos invisíveis pelo movimento constante. Não há posição fixa. Apenas um número que o conta-quilómetros marca, sempre acima da lei. Passam motas de alta cilindrada, desportivos ruidosos, carros de executivos. Não ligo. Fazem parte da autoestrada. Uma autoestrada vazia é angustiante. À noite precisamos dos outros. Longe, reduzidos a um pontinho de luz, que se aproxima ou afasta, conforme a nossa velocidade e a velocidade deles. À noite, a mais ténue das luzes incendeia o espírito. LAC
Comentários: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]