O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

quarta-feira, setembro 08, 2004

 

História interminável

Dar um projecto por concluído é coisa digna de um residente do Júlio de Matos, tal é a insanidade do gesto. Ele nunca o conseguia. Chegado sempre o momento quando todos os objectivos tinham sido atingidos, recuava, olhava de longe o feito e pensava «pode ser melhor». Podia. Não se trata de perfeccionismo, essa característica que qualquer figura pública invoca quando perguntada sobre o «pior defeito» num inquérito de verão. O perfeccionismo trata de fazer o mesmo da melhor forma. Ele não queria fazer o mesmo, queria sempre fazer diferente. A sua ideia parecia uma criança sempre a correr à sua frente, ofegante, mas sem a mínima tenção de parar. Olhava para as enormes folhas acabadas de imprimir: ainda não estavam totalmente desenroladas e já a sua caneta derramava tinta sobre o papel, corrigindo, adicionando, riscando. Quando se deitava no fim do dia perguntavam-lhe: «já acabaste?», ao que sempre respondia «ainda agora comecei», e voltava-se de lado na certeza que mais uma vez não dormiria.

Comentários: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]