O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

quinta-feira, setembro 09, 2004

 

um para um

Quando se deixa para o fim a construção da maquete as surpresas acontencem. A confiança na representação bidimensional nunca é total e o espaço parece ter vida própria. Geralmente ficava desiludido. Começava pelas plantas, organização, passando quase imediatamente aos cortes, beleza, deixando os penosos alçados para último. O alçado, outrora a coroa de glória de qualquer arquitecto de talento, parecia assumir-se apenas como um mal necessário. O preconceito da beleza estava bem presente quando se punha a admirar um ritmo de vãos na fachada. Nunca gostava dos alçados. Quando começava a maquete já a desconfiança se tinha apoderado do x-acto. Depois de colado o último fragmento de cartão, parou, olhou, e pontapeou violentamente o volume colado nas arestas: tinha-se decidido a fazer uma maquete em tamanho natural.

Comentários: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]