O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

quinta-feira, outubro 14, 2004

 

Declaração de ódio ao Gesso Cartonado, pladur para os amigos, passe a publicidade

Toda a gente gosta do pladur (com mínuscula para se perceber que me refiro ao material, não à marca). As razões são muitas. Posso enumerá-las:

1. É leve (a delícia dos engenheiros, que vêm reduzidas as cp, cargas permanentes)
2. É fácil de montar, e muito mais rápido do que uma parede de alvenaria de tijolo
3. Permite vazios interiores para passa tubos e merdas
4. Facilita manutenções e reparações
5. Mas 4 já não chegam?

Enfim, é um mundo todo que se abre. Mas eu odeio o pladur. Detesto. Cartãozinho só para os tectos falsos e, e. Porquê? Já tocaram no pladur? O tacto é por vezes esquecido nas lides da construção. Não falo da textura, essa é lisa e agradável, falo da incontornável sensação que se tem que aquilo é cartão (estão aqui a fazer-me sinais que é mesmo cartão, só que com gesso lá dentro). Fragilidade, é esse o problema. A leveza, que há bocado referi como vantagem, é algo que eu não quero numa parede. Uma parede é grossa, pesada, e tem inércia térmica. Inércia. Como é que o pladur pode ter inércia? Não pode. O pladur é um corredor de 100 metros, musculado e ágil. Uma parede é um gajo enorme e pesadíssimo, onde não passa nada. O Ricardo Carvalho é uma parede, percebem? Ninguém diz que o Ricardo Carvalho é uma placa de pladur, francamente. O pladur é coisa de gaja. O tijolo é d'homem, vamos lá chamar os bois pelos nomes. Um gajo toca no tijolo, dá murros, pontapés, cabeçadas, e ele reage. Imóvel. Senhorial. Nada o deita abaixo. O pladur é montado numas calhazinhas de alumínio, frágeis e assustadas, com jeitinho e parafusos. Mas o que é isto? Parafusos? Mas está tudo doido, ou quê?

Morra o pladur. Pim.

Comentários:
Pladur, adoro-te!
Quem assim diz ou escreve, é porque não sabe o que é uma placa de pladur ou um sistema construtivo onde intervém o dito. Ele começa por ser efectivamente uma placa de gêsso laminado entre duas placas de fibra de celulose, erradamente não é cartão, e sim, tem todas as razões para gostar enumeradas e muitas mais.
O problema reside em dois factores primordiais:
Um o desconhecimento do material e dos sistemas por parte dos projectistas e aquitectos que apenas vê nele o seu aspecto formal, em que o utilizam para dar corpo aos projectos que fazem, sem perceberem as suas reais capacidades. O outro, este mais grave ainda, é a perfusão de instaladores que julgam saber instalar pladur, fazendo-o ao atropelo das mais elementares regras de execução, criando-lhe um imagem depreciativa.
Já agora, ele é tudo, pode ser parede grossa, ao contrário do que afirma ele não tem inércia térmica, é um óptimo isolante térmico e acústico, faz correcção da humidade, suporta cargas, etc. e só quem não habita numa casa completamente e correctamente executada em pladur é que pode afirmar tamanha barbaridade. Gostaria de vos ver a dar murros numa parede com alma de aço, correctamente executada.

Como alguem disse relativamente aos animais, "quanto mais conheco o tijolo e o betão, mais gosto do pladur".
 
Pelo que vejo a eterna questão do pladur versus construção em alvenaria, seja ela em tijolo, pedra etc, persiste. O que não percebem é que talvez ambos sejam plausiveis de utilizar mas em situações diferentes. No pladur não se trata de substituir o tijolo mas de oferecer outra forma de delimitar espaço, com todos as vantagens e problemas que tem mas que todas as técnicas de contrução têm. Acho até redutor em relação às possibilidades dos próprios materiais que uns digam sim senhor o pladur é que é e outros que não senhor vamos ao tijolo. A utilização de um e de outro faz parte das opções de projecto em resposta aos problemas que nos colocam.
 
Good afternoon many have machines which not insuranced,
you have a unique opportunity only today to receive insurance the machine free of charge
auto insurance
auto insurance
cars insurance
cars insurance
texas car insurance
texas car insurance
car insurance quotes
car insurance quotes
car insurance policy
car insurance policy
xanax
phentermine
buy tramadol
 
This is very interesting site... cheap air flights travel tips get rid of cellulite in a healthy manner http://www.straight-edge-shirt.info honda brake pads
 
Resumidamente,nem para tudo é preciso força,o grande tem mais espaço para apanhar bala,o rijo quebra mais fácil.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]