O PROJECTO

Contribuições, insultos, projectos de execução, mas principalmente donativos chorudos para:

blog_oprojecto@hotmail.com (com minúsculas)

sexta-feira, outubro 08, 2004

 

Sábios ensinamentos

A arquitectura não se ensina, aprende-se.

Ouve-se muito, mas raramente percebemos o que quer dizer. Mas é verdade.

Um professor que tive dizia, a propósito da localização das casas de banho em locais públicos (restaurantes, bares, teatros, etc...): «As casas de banho têm de estar onde esperamos que elas estejam. Um gajo tem de entrar num sítio e, mesmo sem nunca lá ter estado, ir directo a elas.»

E, no mesmo tema, explicava sobre o modo como se fazia a passagem entre a casa de banho e o espaço adjacente: «Tem de haver um espaço qualquer onde um gajo aperte a breguilha. Já saiu da casa de banho e está a acabar de secar as mãos nas calças, ou qualquer coisa do género. São coisas que não se devem ver.»

Ou então sobre restaurantes e bares: «Um gajo está com uma mulher e não quer ser visto com ela. Vocês percebem, somos todos adultos. E chega a um restaurante para jantar. É preciso que haja um sítio qualquer de onde se possa ver quem está mas sem ser visto. Para evitar situações desagradáveis.»

Já agora, um doce a quem perceber de quem falo.

Comentários:
Nuno Távora
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2003   Julho 2003   Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]